23.12.10

CURSO DE CORELDRAW E PHOTOSHOP

Boa tarde, muita correria ultimamente, não reclamo, e aproveitando para divulgar novos projetos para 2011. 

Aproveito para agradecer a ENG DTP e Multimidia por ter me chamado para aulas de CorelDraw dos dias 20 e 21 de Dezembro.

Esses cartazes são para os cursos no Centro Universitário FIEO em Osasco.

Qualquer outra informação acessem o link abaixo.

http://colossus2.fieo.br/extensao/


14.12.10

SELEÇÃO DE ALGUNS SITES QUE CURTO

Dentre tantos sites de agências de publicidade, comunicação que gosto, selecionei alguns, todos do Brasil, ou com residência em nosso país. Tirando o site Septime, não brasileiro, mas que também é show de bola.

Naveguem.


www.contexto.com.br

http://www.septime-creation.com/

http://www.brandworks.com.br/

http://www.borghierhlowe.com.br/

http://neogamabbh.com.br/





OTIMIZANDO SEU ARQUIVO PARA CORTE A LASER

Uma das questões que enlouquece o operador ou o dono da empresa é em relação ao tempo de corte dos arquivos nas máquinas laser. E também o aproveitamento de chapas.

Não tenha duvida, quanto melhor ajustar meu arquivo, ganho tempo de corte e claro, maior produção, otimizando meu arquivo finalizo mais rápido e tenho mais tempo para colocar outros arquivos para corte.

Para um trabalho de corte em grande quantidade, onde vamos usar 20, 30 ou 100 chapas é aconselhada a otimização.

Vou procurar mostrar como fazer essa otimização, um passo a passo, usando o CorelDraw. Como eu disse no texto anterior faço meus planos de corte em cima do programa que conheço. E sempre deram certo, nunca aprendi nada sozinho, o aprendizado adquirido nas empresas com meus amigos é que me fizeram conhecedor de alguns truques “artifícios” para acelerar o processo de corte nas máquinas, podem existir outros meios, melhores que esse, mas sei que vou ajudar algumas pessoas.


Vamos ao que interessa.


Vou preparar um arquivo para corte no acrílico.

Imaginando que a área de corte da máquina é de 2500 x 1500  mm.

Vou utilizar uma chapa de acrílico com 1850 x 1250 mm.


Olha o desenho acima, representa  uma máquina e uma chapa.
Agora vem o desenho do meu projeto que se encaixará na chapa.


Esse material vou colocar dentro da chapa e analisar a melhor situação para corte.

Ficará desse jeito.


Para esse exemplo pouco me importa colocar quantidade de chapas a serem utilizadas ou quantidade de peças que serão cortadas.

A maneira que coloquei os arquivos na chapa podem causar muitos problemas, pois existe linha encostada em outra linha, imaginem esse corte como seria?

A máquina cortaria um retângulo e depois cortaria outro, fazendo duplo corte na mesma linha, perderia tempo, e também o tamanho final das minhas peças seriam alteradas e isso jamais pode acontecer.

Outra opção seria espaçar esses retângulos, deslocar um do outro uns 2 ou 3 milimetros para que o raio do laser não afete uma peça enquanto corta a outra.
Mas se eu for espaçar meu arquivo vou perder no aproveitamento da chapa, corro o risco de ter menos retângulos para corte, assim aumentando a quantidade de chapas.

Agora é que vem a otimização, algo que ganharemos tempo.

Então faria da seguinte maneira.

Permanecendo com meu arquivo colado uma ao outro, sem espaços, vou colocar linha guia em todas as peças, vertical e horizontal, dessa maneira.


Deleto todos os retângulos, só deixo linha guia e com a ferramenta mão livre vou fazer a otimização, farei como a imagem abaixo.
Clicando na sequência e assim além de otimizar a função de ordenar meu corte também estará sendo feito, a máquina vai seguir as linhas feitas na ordem.


Isso, fiz primeiro minhas linhas verticais e agora farei as linhas na horizontal.
Se meu último clique foi na ponta 12 conforme desenho acima, inicio minha linha horizontal na ponta 12.

Ficará assim nosso arquivo otimizado:



Pronto, arquivo otimizado em linhas, diferente daquele anterior onde tinha duas linhas coladas e a máquina passaria duas vezes no mesmo lugar. E além disso, ordenamos a sequência que o laser fará.

tranquilo?
Entendeu? Se não pode entrar em contato.

Abraço
Fabiano



COMO OBTER O REGISTRO PROFISSIONAL DE PUBLICITÁRIO

Olá pessoal, texto tirado de 

http://www.vitrinepublicitaria.net

Informação importante para meus amigos que se formaram em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda. E em geral aqueles que não sabiam dessa.


Segue texto.


Um dos temas que mais gera dúvidas entre os publicitários recém-formados é sobre como tirar o registro profissional, o mesmo exigido em concursos públicos e por algumas empresas.

Antes de explicar como proceder para tirá-lo, acho importante destacar um ponto: ao contrário do que muitos imaginam, a profissão de publicitário é sim regulamentada pela lei nº 4.680, de 18 de junho de 1965. 

O que não existe é um Conselho a nível federal, a exemplo do que acontece em outras profissões como Medicina, Engenharia, etc, capaz de fiscalizar e exigir o diploma de publicitário para o exercício da profissão. Da forma atual, qualquer um pode "estar como publicitário". Caso queira se aprofundar neste assunto, sugiro ler um artigo escrito pela publicitária Isadora Sabino clicando aqui.


Voltando ao tema principal, como profissão regulamentada, os profissionais de Publicidade e Propaganda - assim como os Agenciadores de Propaganda - têm o direito de requerer junto ao Ministério do Trabalho e Emprego, através das Delegacias Regionais do Trabalho, o seu registro profisional. A finalidade do registro é garantir que os profissionais da categoria atendam aos requisitos legais de exercício da profissão.

Como obter o Registro Profissional de Publicitário - DRT


Para requerer o seu registro, separe os seguintes documentos (original + cópia):

- Cédula de Identidade (RG)
- Cadastro de Pessoa Física (CPF)
- Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) + cópia da parte da foto e verso
- PIS (se tiver)
- Diploma original de Curso de Comunicação Social, habilitação Publicidade e Propaganda reconhecido na forma da Lei

- OBS: As cópias devem ser frente e verso


De posse dos documentos, compareça a qualquer Delegacia Regional do Trabalho (órgão ligado ao Ministério do Trabalho e Emprego). 

Para saber a DRT mais próxima de sua residência, consulte no site do MTE:

www.mte.gov.br. 

No canto inferior à direita da página, selecione a UF do seu Estado.

Ao chegar, informe-se na recepção sobre "onde tirar o DRT". A atendente lhe encaminhará para um local onde você irá preencher e assinar um requerimento, e logo depois protocolá-lo. Você irá receber um comprovante e deverá retornar em aproximadamente 30 dias para pegar o registro definitivo.

Isso é tudo! Após ser atendido, todo o processo não demora mais do que 10 minutos, e é gratuito!. Vale a pena ter o seu registro. Além de ser uma forma de proteção legal da sua profissão, nunca se sabe quando poderá precisar dele.


Boa sorte!


Caso queira saber mais informações, consulte o site do Ministério do Trabalho e Emprego: www.mte.gov.br



VÍDEO: MUITO BEM PRODUZIDO, EMOCIONANTE.

Não preciso comentar nada, basta assistir.

Comunicação.


13.12.10

FOTOS ALTERADAS








Sem ter o que fazer, cansado.

VÍDEO: ATENÇÃO CRIATIVOS, ESSE É PARA VOCÊS.

Horas, dias de muito trabalho, suor, nervoso, pensa, pensa, pensa e nada. Quando menos espera surge aquela ideia que vai impactar. Aí, ai assiste.

Muito bom.

video

VÍDEO: ESTÚPIDA

video


Esse vídeo é um dos meus favoritos. Estúpida.

E depois vota na pesquisa ok.

7.12.10

MÚSICA DO GÁS

Podem me chamar de chato, louco, rs. 

Mas não gosto da música dos caminhões de gás, todas as músicas são péssimas. Pior que toda vez que passa na minha rua o caminhão sempre para na porta de casa com o som ligado, sem maldades, mas não curto. 

Está ai para vocês, ainda vou encontrar outras e coloco aqui.

Nada contra a empresa, nada contra o entregador nem com o cara que gravou esse vídeo que não tenho a mínima ideia de quem seja.


video

VÍDEO: VOCÊS LEMBRAM DESSE?

video

Sinceridade, vocês se lembram desse vídeo?

3.12.10

TRABALHOS: KAUÊ RODRIGUES

E ai galera, ontem coloquei um vídeo da Silvia que fez Photoshop comigo, vídeo bom demais da agência dela.


E hoje vou colocar duas criações do Kauê Rodrigues, aluno do Centro Universitário FIEO - Design Digital, fez Photoshop comigo também, esses dois trabalhos feitos por ele na agência em que trabalha.


Ficaram bons também, valeu Kauê.


Programa utilizado: PHOTOSHOP.







Valeu

2.12.10

ENVIAR UM ARQUIVO PARA MÁQUINA DE CORTE E GRAVAÇÃO A LASER

Resolvi escrever esse texto/tutorial, pois muitas pessoas que trabalham ou estão começando a trabalhar com máquinas de corte e gravação a laser me ligam, mandam email, pois sabem que trabalho e passei por empresas que também utilizam da tecnologia de corte e gravação a laser.

E muitas vezes eles enviam duvidas, simples de serem resolvidas, umas com o intuito de agilizar seu processo de corte e claro algumas duvidas que também não sei responder. Já escrevi aqui sobre máquinas de corte e gravação a laser e também já falei sobre o acrílico, basta procurar no blog que encontrarão.

Vou explicar como se faz para enviar um arquivo para que essas máquinas a laser possam cortar ou gravar. Explicarei do meu jeito e em cima daquilo que conheço e das máquinas que conheço, espero que possa ser útil para vocês.

Antes de tudo, tenho um arquivo que precisa ser desenvolvido ou trabalhado para corte/gravação, vou usar software “programas” para preparar esse arquivo. Pode ser o CorelDraw, Illustrator, Cad, menciono esses pois os conheço e já peguei arquivos do Cad que tinha que ser trabalhado no Corel. Pois um círculo não estava perfeito ou porque tinha muitos “nós”.

Pois bem, vou mostrar um caso no CorelDraw para preparar um arquivo:

Um arquivo ou peça/produto chegando para ser redesenhada “vetorizada”.

1 – MEU CLIENTE TEM UMA PEÇA NA MÃO QUE PRECISA SER VETORIZADA.

Vamos imaginar que um cliente chega com um pedaço de 8x8 cm num formato de espelho, e ele quer fazer idêntico, reproduzir vários naquele formato. Para enviar esse espelho para corte ele precisa ser vetorizado.

Estou dando esse exemplo sendo vetorizado, pois se fosse para criar o arquivo seria preciso ter o projeto do mesmo e nele teria todas as cotas, coordenadas, etc.

Então vou colocar esse espelho no escaner, escaneio e vou abrir ou importar no CorelDraw.

Aqui está o espelho escaneado e aberto no Corel.



Daquelas máquinas que trabalhei preparando os arquivos ou operando o equipamento nenhuma delas aceitava uma imagem Jpeg/Tiff para ser feito o corte. Então, quando escaneamos uma peça e levamos para o Corel ele vai estar em formato de imagem.

Agora vem seu conhecimento no Corel para redesenhar essa imagem e para isso usamos a Ferramenta Bézier e é feito o contorno simulando o espelho.

Ferramenta Bézier, e notem como estou fazendo o contorno:



Porque redesenhar? Porque as máquinas fazem a leitura de arquivos EPS, DXF, DWG, são esses que conheço.

Então quando vetorizo uma imagem salvo em CDR para manter meu formato de arquivo nativo do programa e quando for para enviá-lo para corte exporto em uma dessas extensões que mencionei acima.

Depois de vetorizado ficará assim:




Reparem que vetorizei com a Ferramenta Bézier e deixei somente o contorno, não esqueça de deixar em espessura mínima esse contorno e sem preenchimento.

Beleza, agora vamos exportar esse arquivo.

Então no CorelDraw clico em Menu Arquivo/Exportar aparecerá essa janela:



Colocarei um nome de arquivo e escolho em Tipo: EPS.

Clico em Exportar e vem essa janela agora:



Seleciono curvas e pronto clico OK.

Já tenho meu arquivo pronto para enviar para máquina, só que agora ao abrir o programa da sua máquina é você que sabe qual procedimento tomar, multiplicidade, velocidade de corte, sequência de corte e outras coisas mais é o seu programa que vai auxiliar. A parte do Corel foi feita, poderíamos até ter feito a multiplicidade e sequência de corte com ele, depende de você e da sua habilidade com os programas.

Na parte de exportar, você tem que saber qual extensão sua máquina entende, se é EPS, DXF, DWG ou outro.

Esse é um caso, redesenho uma peça, exporto e abro no meu programa da máquina, algumas máquinas possibilitam que o arquivo seja cortado direto do CorelDraw, particularmente prefiro assim, ganhamos tempo e acho mais fácil também.

E também, a sequência de corte pode ser feito pela cor de contorno e a disposição que foi feito sua multiplicidade.

Exemplo para cortes e gravação em acrílico, mdf e outros substratos.


VÍDEO: FEITO PELA KRAM COMUNICAÇÃO E DESIGN

video


Olha esse vídeo. Para a produção dele foi usado vários softwares e muitos motions graphics.

KRAM COMUNICAÇÃO E DESIGN é um grupo formado no Centro Universitário FIEO - Design Digital.

Vídeo feito para o interdisciplinar 6 semestre.

Enviado pela Sílvia Prates e se eu não estiver enganado fez Photoshop comigo na FIEO. Sabe como é, cabeça difícil para lembrar de todos.

Ficou muito bom.

Quem quiser acompanhar também vai lá no Youtube.

http://www.youtube.com/watch?v=JqVxJ6aaGg4

Até mais.

1.12.10

PHOTOSHOP: QUERENDO BOMBAR NESSE VERÃO?



Fim de ano gente, precisa estar com aquele corpo sarado, saradão. Difícil? Difícil nada.

Venha para academia do Photoshop e conheça nosso método Liquify, em minutos você ficará com o corpo desejado.

Besteira né, deixa pra lá.

Recurso do Photoshop chamado Liquify, show.

PESQUISA F/NAZCA: A INTERNET NO BRASIL

Ótima pesquisa feita pela Agência F/Nazca Saatchi & Saatchi sobre a internet no Brasil.

Entre aqueles com mais de 12 anos, 54% costumam acessar a internet, isto é, 81,3 milhões de pessoas.

Principal local de acesso é a lan house, com 31%, seguido da própria casa, com 27%, e da casa de parente de amigos, com 25%. 

Eles também são os que mais tempo passam conectados em cada acesso – em média 3 horas por dia – e os que mais costumam postar conteúdo de própria autoria, 57%, sendo que 30% para se relacionar, principalmente pelo Orkut (40%) e pelo MSN (32%).

Veja a pesquisa nos links abaixo. Copie e cole no seu navegador.
Tudo isso extraído do site da F/NAZCA.


http://www.fnazca.com.br/index.php/2010/11/29/brasil-tem-813-milhoes-de-internautas-em-acao/

http://www.fnazca.com.br/wp-content/uploads/2010/11/fradar-7.pdf



30.11.10

CORELDRAW: CADÊ A OPÇÃO TRATAR COMO PREENCHIMENTO?

Usuários de CorelDraw, para aqueles que acompanham o progresso desse software. Para aqueles que usam desde versões antigas como o 7...10...11...etc. E que agora estão com a versão CorelDraw X5, faço uma pergunta:

Onde foi parar a opção TRATAR COMO PREENCHIMENTO da Barra de Propriedades?

Sabem do que estou falando? Nas versões anteriores tinha essa opção, ou seja, imagine criar uma elipse sem preenchimento, só com o contorno padrão, pois bem, bastava clicar dentro dessa elipse para notarmos que estava vazio, sem preenchimento. Mesmo nossa elipse estando selecionada ao clicar no centro essa seleção desaparecia.

E agora na versão X5? Cadê essa opção, pois agora ao clicar dentro de um objeto vazio ele seleciona.

Quem sabe responder essa?

Sinceramente, eu não sei o que aconteceu.

Ajuda ae.





29.11.10

BOM DEMAIS.

video

Seria possível isso?

26.11.10

VIOLÊNCIA? CANSEI, QUERO TRANQUILIDADE


Chega de ficar vendo, ouvindo notícias sobre guerra, briga, tiro, morte.
Vou ficar olhando minhas imagens em baixa resolução que é bem melhor, rsrsrs.

Pelo menos relaxa, ficarei 3 dias aqui olhando para elas.

Tchau
Só besteira.

25.11.10

ALGUNS TERMOS USADOS POR GRÁFICAS / DESIGNERS

Arquivo Aberto: arquivo salvo no mesmo programa que desenvolvi o projeto.

Arquivo Fechado: arquivo salvo para uma impressora PostScript com todas as configurações de saída de filme, lineatura etc.

Bitmap: formato de arquivo gráfico formado por uma matriz de pontos. Ex.: TIFF, BMP.

Chapado: áreas em um impresso que imprimem 100% de uma cor determinada.

Cor Especial: tinta de cor diferente das cores de impressão básicas. Pode ser obtida com as misturas das tintas de impressão. Ex.: Ouro, Prata.

Fotolito: filme com o qual são gravadas as chapas de impressão. 

Imagem Vetorizada: forma de codificação de imagens através de vetores. Posso aumentar essa imagem que não perde qualidade. Descrição geométrica de uma figura por meio de coordenadas de pontos e curvas (vetores). Ex: IIlustrator e CorelDraw são programas vetoriais.

Linha-Guia: série de linhas horizontais e verticais que servem apenas como guias de posicionamento dos textos e imagens.

Lombada: é o dorso da publicação, onde se encontram os grampos, colagens ou costuras.

Lâmina: em impressão chamamos de lâmina o formato aberto do trabalho. Por exemplo: 4 páginas correspondem a uma lâmina de impressão (dobrada) com duas páginas na frente mais duas no verso.

Marca de corte: marcas especiais que indicam como o trabalho deverá ser cortado na gráfica, no processo de acabamento do material.

Offset: processo de impressão baseado em cilindros de borracha para transferência de tinta para o papel.

Overprint: impressão sobreposta. A cor em primeiro plano é impressa sem que a cor que está em segundo plano seja retirada.

Policromia: qualquer processo de impressão em que entram mais de três cores.

Refilar: aparar papéis antes e após a impressão, retirando os excessos ao formato final.

Registros: marcas coincidentes colocadas no fotolito para que haja encaixe perfeito no processo de impressão.

Sangria: toda imagem ou elemento sobressalente que ultrapassa as áreas de corte. Tem função de não deixar filetes no trabalho após realizado as etapas de cortes e dobras.


Bom, apesar de conhecer muitos desses termos as explicações não sairam da minha cabeça viu, copiei esses termos de alguns sites e resolvi postar aqui. Mas pelo que lí e percebi estão corretos.

Coloquei alguns, dentro de tantos termos que existem.

Para quem pretende fazer parte da área de criação ou trabalhar em gráfica, produção gráfica, etc. Esses termos sempre aparecem quando temos que enviar uma arte para gráfica, ou acompanhar um processo de impressão.

Pré impressão/impressão/pós impressão.

Bjo fui





PHOTOSHOP: VANISHING POINT

Olá, como vai? Pessoal, coloquei uns livros para vender, está na barra lateral desse blog, basta clicar e entrará uma página com os modelos.


Mais um tutorial para vocês.

Vanishing Point "Ponto de Fuga".

Com esse filtro do Photoshop posso criar/copiar itens de uma imagem e manter sua perspectiva ou também inserir texto em uma imagem que possa estar em perspectiva e esse texto se adequará a essa perspectiva.

Vamos ao que interessa.

Vou utilizar uma imagem e colocarei um texto em perspectiva.


Notem que essa prancheta está em perspectiva. Isso é uma prancheta? Não é?


Em seguida vou teclar CTRL + N, para criar um novo arquivo, com as seguintes dimensões da figura abaixo.



E nesse novo documento escolho a Ferramenta Horizontal Type Tool, e na barra superior da tela do Photoshop vou fazer como a imagem abaixo. Se não enxergar pode clicar na imagem para ampliar.


Coloco tamanho de fonte 24pt, a cor escolho um tom escuro, fonte Arial Bold e vou digitar “PHOTOSHOP”.

Depois de digitar vou na minha janela de layer e onde tenho a layer de texto seguro o CTRL e clico em cima dessa letra T para selecionar meu texto.



Com o texto selecionado aperto CTRL+C para copiar.

Voltarei para minha imagem da prancheta.

Criarei uma nova Layer.



Vou no Menu Filter e escolho Vanishing Point, espero abrir uma outra janela.

Agora escolho a segunda Ferramenta Create Plane Tool e vou fazer um contorno na parte branca da prancheta, como nessa imagem abaixo.

Para criar esse contorno clico em uma das pontas em branco e depois vou fazer o mesmo nas demais pontas da prancheta.


Depois selecione a Marquee Tool e clique e arraste dentro desse quadro, fazendo uma marcação.



Feito isso, vou apertar CTRL+V para aparecer aquele texto PHOTOSHOP que nós digitamos, lembra?

Pois bem, ele deverá aparecer nessa mesma janela do Vanishing Point, desse jeito.



Agora é só arrastar esse texto para dentro dessa marcação que foi feito e percebam que o texto acompanha a inclinação da nossa prancheta.

Se o texto ficou muito grande para a parte branca da nossa prancheta aperte CTRL+T e formate melhor esse texto para encaixar.




Legal né esse Vanishing Point.

Até mais.




24.11.10

ARRASTÃO, ATAQUES, HOSPITAIS..O QUE MAIS?

Ontem (23/11) o Profissão Repórter da Rede Globo mostrou um pouco do que o povão sofre na espera de atendimento nos hospitais públicos, lógico que isso não é segredo para mais ninguém. Mas o simples fato de estar mostrando já serve, serve para que? 

Toda vez é a mesma coisa, toda eleição a mesma promessa, todos os 4 anos de posse fica só na expectativa e os demais 4 anos também, ai se vão 20 anos, 30, 40. Muitos nem chegam a passar por tudo isso, caso da menina que mostrou ontem no Profissão Repórter, ela foi em 5 hospitais, sentindo dores e morreu.

Precisou de 5 hospitais e nenhum teve competência de ajudar, nenhum teve educação para atender. Foi constatado uma Trombose que tirou a vida dessa garota, que se fosse diagnosticado antes poderia estar viva.
Mas não, a falta de vontade em ajudar fez com que tão jovem perdesse a vida. Ainda assim existe uma lei aqui onde moro que se alguma pessoa desacatar um funcionário de hospital vai preso, não podemos nem reclamar mais.

E assim vida que vai, mas é verdade, tudo que acontece nos hospitais não é mais novidade, no particular existe a demora para marcar consultas. Só que no público tem gente que passa 12 horas para um atendimento de 3 minutos sem o profissional encostar a mão ou olhar no seu rosto.

Isso tudo vai virando uma bola de neve, até que a pessoa entra em um desespero total, xinga a  recepcionista, agride o médico e o pior, o familiar doente morrer. Sou contra toda forma de agressão, até essa dos hospitais com seus péssimos atendimentos.

E o Rio de Janeiro que vive uma eterna agressão diária, nossa, eterna agressão diária, está correta essa frase? Creio que sim. Agora os caras queimam os carros da população, sofre para pagar o carro e depois sai para passear e volta de busão, incendiado também.



Fotos: site Globo


Pouca vergonha, um Estado que sediara Os Jogos Olimpicos passando por isso, cadê o Governador do Rio, cadê o Prefeito, eles tem a obrigação de garantir a segurança do povão.

Ví uma imagem de uma mão segurando um papel branco com a frase "SOS PAZ". Esse papel e essa mão estavam dentro de um apartamento, essa pessoa com medo de sair na rua, assim estão os cariocas, medo de sair nas ruas. Ruas, praias, calçadas tão bonitas para se caminhar, com pessoas bonitas e simpáticas. Mas que precisam se esconder da bandidagem.

Uma pena tudo isso. Mas o Rio de Janeiro vai passar por essa fase.

E aqui em São Paulo, arrastão em condomínio de luxo, tudo moda, o tempo todo. Entram em bando, 10, 15, 20 e muitas vezes usam até as roupas da polícia. Aqui no meu bairro o assalto é constante, chega fim de ano piora. O difícil é ver resultado positivo e cada ano piora.



E o caso da menina de 15 anos que foi espancada pelos pais, tudo porque ela namorava escondida. Caraca meu, poderia ter conversado, instruido, alertado, educado, faltou palavras. Agora a garota morreu, não foi divulgado a causa da morte, mas o pai foi preso e a mãe internada em estado de choque.

Uma coisa puxa a outra, violência gera violência, agressão leva a morte.

Novos políticos, velhos políticos tem uma missão e não podem falhar mais, pelo jeito tudo que foi feito até agora não deu resultado, tudo vem piorando, cada vez mais famílias se acabando. 

Cansei.

Abraços.